O boleto bancário é uma opção para vendas que representa um documento de cobrança entre empresário e cliente, principalmente nas vendas on-line para consumidores que não possuem cartão de crédito.

As vendas por esse meio de pagamento são fáceis, rápidas e com taxas menores que as de cartões, existindo padronização normatizada pelo Banco Central do Brasil.

Porém, é importante lembrar que boleto bancário não é uma duplicata e, sim, um título de crédito. E, por ser um documento de cobrança, detém as características de ser exequível, de liquidez, sendo passível de cobrança judicial e de protesto.

COMO FUNCIONA O BOLETO BANCÁRIO:

Ter uma conta corrente habilitada numa instituição financeira

A empresa que emite é chamada de CEDENTE. O cliente é chamado de SACADO

Possui 2 (dois) tipos de cobrança via boleto: sem registro e com registro

Possui 3 (formatos) de boleto: avulso, carnê e carnê simples

TIPOS DE COBRANÇA

No momento em que decidir habilitar o serviço de emissão de boletos, você pode optar por dois tipos básicos de boletos de cobrança: sem registro e com registro.

Sem Registro:

Os boletos de cobranças sem registro são gerados pela empresa (cedente). Não precisa enviar informações completas do cliente, nem valor e prazo de vencimento ao banco. O vendedor que tem a responsabilidade de checar os dados referentes ao boleto, inclusive o vencimento de prazos. O banco só cobra a taxa se o pagamento for confirmado.

Com Registro:

São boletos de cobrança, também, emitidos pela própria empresa (cedente). Porém, é obrigatório que o estabelecimento envie todas as informações correspondente a fatura que gerou o débito, como dados do cliente (sacado), preço e vencimento. A taxa é cobrada no momento em que o documento é gerado.

COMO EMITIR BOLETO BANCÁRIO?

O boleto pode ser emitido através do site da instituição financeira à qual você é filiado ou então via aplicativo fornecido pelo banco ou intermediador de pagamento.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *